Webcam - Porto Alegre - Zona Sul

Porto Alegre - Google Notícias

Usuários Online

Notícias da Prefeitura de Porto Alegre

sexta-feira, 19 de julho de 2013

Metroclima: Instabilidade antecede ar polar extraordinário

19/07/2013 - 17:08
Intenso pulso de ar polar atinge a região de Porto Alegre no começo da semana (leia mais). Boletim diário para a América do Sul desta sexta-feira do NOAA (Administração Nacional de Oceanos e Atmosfera) dos Estados Unidos descreve a onda de frio que atingirá o Cone Sul da América e o Rio Grande do Sul como “extraordinária”. Diante do quadro de frio intenso, a Prefeitura de Porto Alegre montou operação especial para mitigar os efeitos do frio à população (leia mais). O fim de semana será todo frio na Capital com queda maior da temperatura na noite do domingo. O período mais gelado se dará entre segunda e quarta-feira, mas seguiria muito frio na quinta.


Sábado: A aproximação de um novo pulso de ar polar com um forte cavado (área de menor pressão atmosférica no Atlântico junto ao Leste da Argentina) com avanço de ar mais quente de Norte induz o retorno da instabilidade. O dia terá muitas nuvens com chance de chuva em Porto Alegre, sobretudo da tarde para a noite. Devido ao ingresso de ar mais quente de Norte, a temperatura no final da manhã e no começo da tarde será maior que nesta sexta-feira, e a sensação de frio se intensifica no final da tarde e começo da noite com a chegada de ar mais frio. Mínimas na madrugada de 8ºC a 10ºC e máximas ao redor de 15ºC. À noite pode cair novamente à faixa ao redor de 10ºC.

Domingo: Muitas nuvens, mas devem ocorrer aberturas de sol. Na madrugada e começo da manhã ainda não se descarta instabilidade. Potente pulso de ar polar começa a ingressar na área da Capital e o vento se intensifica, podendo soprar com rajadas fortes na segunda metade do dia. A temperatura cai muito, sobretudo à noite, e o dia inteiro será frio. Máximas de 12ºC a 14ºC e mínimas no final do dia entre 6ºC e 8ºC. No começo da manhã faz entre 7ºC e 9ºC.

Segunda: Dia extremamente frio como poucas vezes se teve nos últimos anos. O sol aparece com nuvens, mas ocorrem períodos de maior nebulosidade. Vento moderado com rajadas fortes (60 a 80 km/h com marcas ocasionalmente superiores). Possibilidade do vento gerar transtornos como falta de luz e queda de árvores. Merece atenção especial a cobertura colocada de forma provisória nas áreas atingidas pelo incêndio no Mercado Público. Sensação térmica baixíssima e perigosa para pessoas expostas nas ruas (moradores de rua) com risco de hipotermia. Nas rajadas mais fortes, a sensação térmica será negativa. O vento forte a ocasionalmente intenso Minuano do quadrante Oeste será, como popularmente se diz, “cortante”. Grande agitação das águas do Guaíba, onde não se recomenda a navegação. Existe a possibilidade de formação de nuvens de maior desenvolvimento vertical que poderiam deixar o céu encoberto com chance de pancadas de chuva congelada (semelhante a granizo) ou queda de graupel (grânulos de neve pequenos e opacos semelhantes a bolas de sagu). Temperatura muito baixa ao longo das 24 horas do dia na Capital. Marcas ao amanhecer entre 2ºC e 4ºC ao amanhecer nos pontos altos da cidade, podendo chegar a 1ºC ou 0ºC no alto dos morros de 200 a 300 metros, e 3ºC a 5ºC na maior parte da cidade. Durante o dia, as máximas ficariam apenas ao redor de 10ºC, oscilando entre 8ºC e 11ºC dependendo do bairro.

Atenção:
O frio deve seguir extremo na terça e na quarta-feira com mínimas e máximas muito baixas na Capital. No período de segunda a quarta-feira, como a atmosfera estará extremamente gelada, em caso de instabilidade passageira, cenário que não se descarta é ocasional ocorrência de uma forma granulada de neve chamada graupel (que se assemelha a bolas de sagu por serem pequenas e brancas) ou de “sleet” (chuva congelada que tem aspecto de granizo miúdo).  Devido ao ar muito gelado com valores historicamente baixos do que em Meteorologia se denomina de “espessura da camada”, a cota de neve vai estar muito perto da superfície (200 a 500 metros), sendo que Porto Alegre possui morros de até 300 metros. Logo, precipitação invernal não pode ser descartada na cidade. Prognósticos para este tipo de fenômeno, contudo, somente são confiáveis e podem ser melhor detalhados no curto prazo. (Meteorologista Luiz Fernando Nachtigall / MetSul Meteorologia)

Nenhum comentário:

Postar um comentário